Voar é o  sonho de muita gente. Não é atoa que a maioria das crianças querem ser pilotos quando crescerem. Junto com a profissão vem o sonho de aventuras, viagens e conhecer muitas culturas. No entanto, para atuar no espaço aéreo é preciso ter um vasto conhecimento teórico e prático.

Para qualquer função que se exerça no mercado aéreo é imprescindível saber lidar com passageiros e ter um alto conhecimento acerca de todas as tecnologias envolvidas. Leia este artigo e conheça um pouco mais sobre o sistema de aviação civil e o seu mercado de atuação.

Sistema de Aviação Civil

O que é o sistema de aviação civil

Se você tem interesse no mercado de aviação, é importante que saiba o que é o sistema de aviação civil. O sistema de aviação civil nada mais é do que um conjunto de protocolos e acordos sobre o transporte aéreo e outras regras sobre o funcionamento da aviação. Sendo assim, ter conhecimento sobre o sistema de aviação civil é imprescindível para a atuação no setor de aviação.

Esse conjunto de protocolos e acordos garante que todas as companhias aéreas possam alçar voos seguros. Essas normas regem o trabalho de todos que estão trabalhando diretamente com o funcionamento dos aviões. Ou seja, toda a tripulação: piloto, copiloto, comissários de voo e também dos agentes que trabalham no solo.

A importância da segurança aérea

Ao falar sobre sistema de aviação civil, estamos falando também da segurança aérea. O conceito sobre “segurança aérea” foi definido pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). De acordo com a OACI, é o “estado no qual o risco de ferir pessoas ou causar danos em coisas se limita a, ou está mantido em ou abaixo de, um nível aceitável, através de um processo contínuo de identificação de perigos e gerenciamento de riscos”.

A segurança aérea leva em consideração três importante fatores: o meio ambiente, o avião e o homem. Um acidente aéreo pode ser evitado pelo homem quando ele entende bem sobre o bom funcionamento do transporte aéreo. 

Órgãos da aviação nacional

No Brasil existem outros órgãos da aviação nacional que fazem o gerenciamento do nosso espaço aéreo em diferentes aspectos. Conheça alguns desses órgãos abaixo.

  • COMAER – Comando da Aeronáutica
  • CENIPA – Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos
  • DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo (inclui CINDACTAs, CGNA e ICA)
  • DIRSA – Diretoria de Saúde da Aeronáutica (vinculada ao Comando Geral do Pessoal)
  • DIRENG – Diretoria de Engenharia (vinculada ao Comando Geral de Apoio)
  • CTA – Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial

Secretaria de Aviação Civil

A Secretaria de Aviação Civil tem o objetivo de coordenar e supervisionar as ações que dizem respeito ao desenvolvimento estratégico do setor da aviação civil e da infraestrutura aeroportuária e aeronáutica no país brasileiro.

Infraero

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária, mais conhecida como Infraero, é a única empresa pública brasileira com autorização pela a ANAC a disponibilizar treinamentos especializados para profissionais aeroportuários. A sua atuação é em função de ordenar uma infraestrutura e serviços aeroportuários que contribuam para a integração nacional e desenvolvimento sustentável do país.

ANAC

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) surgiu em 2015 ao substituir o Departamento de Aviação Civil (DAC). A ANAC realiza atividades de fiscalização, certificação, normatização e representação institucional.

Áreas de atuação na aviação

A maioria das pessoas tem em mente a profissão de piloto, existem diversas área de atuação neste setor. Dentre as áreas mais procuradas podemos destacar: Piloto, comissário de voo e mecânico de aeronaves. No entanto, há ainda profissões ligadas a:

  • Recursos humanos: o profissional deve ser especializado na contratação e gerenciamento de equipes em empresas na área da aviação.
  • Gestão Operacional: o gestor operacional cuida de diversas áreas operacionais de uma empresa. O objetivo e avaliar se os processos estão corretos, ou seja, há falhas, atrasos ou desperdícios. Dentre as funções deste profissional podemos destacar: o controle de cargas, venda de passagem, etc.
  • Logística: para controlar a enorme quantidade de pessoas e cargas que circulam nas companhias áreas é preciso um trabalho minucioso de logística.
  • Segurança: esse serviço envolve a manutenção de aeronaves, procedimentos de pouso, decolagem e funções relacionadas ao tráfego aéreo, circulação de pessoas, cargas e etc.

Formação para atuar na aviação

O tipo de formação que você deve fazer para atuar na aviação vai depender muito da área que deseja atuar. Se você deseja atuar como piloto, por exemplo,  deve realizar um curso de piloto de aeronaves que irá te preparar com aulas teóricas e práticas. Você pode ainda fazer uma faculdade de Ciências Aeronáuticas, sendo este um curso muito mais completo, capacitando o aluno com conhecimentos que vão muito além da cabine do avião.

Mas, se o seu desejo é se tornar uma comissária de bordo é preciso fazer um curso de comissário de voo para obter a sua formação em apenas 6 meses. Essa também é uma profissão que circula no imaginário das pessoas. Para cada profissão citada neste artigo haverá uma especialização diferente. Pesquise e descubra qual é a melhor forma de qualificação. Lembre conhecimento é tudo, mesmo para quem está com os pensamentos nas alturas!

1 comentário

Deixe uma resposta