O agronegócio representa o conjunto de atividades agrícolas e industriais no caminho do campo ao consumidor final. Hoje, o setor está entre os que mais geram emprego no mundo. Com isso, surgem as carreiras promissoras no agronegócio, que oferecem boas perspectivas profissionais. 

No Brasil, o agronegócio representa 23% do PIB (Produto Interno Bruto), segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A área corresponde à junção de diversas atividades produtivas que estão diretamente ligadas à produção e subprodução de produtos derivados da agricultura e pecuária. 

Diante desse cenário, a busca por profissionais qualificados e experientes disparou. Confira as carreiras promissoras no agronegócio. 

O futuro das carreiras no agronegócio

Com o aquecimento no setor, algumas profissões se tornam mais requisitadas, com salários maiores e mais oportunidades para o profissional. Veja algumas: 

Gerente de fazenda

Salário médio: de 10 mil a 25 mil reais

O que faz: Responsável pela gestão da fazenda.

Qualificação: Formação em engenharia agronômica com pós-graduação em agronegócio. É importante conciliar domínio técnico com capacidade de gestão.

Coordenador técnico: irrigação, tratos culturais, monitoramento de pragas ou controle da qualidade

Salário médio: 6 mil a 12 mil reais

O que faz: É o “braço direito” do gerente da fazenda no contato com os colaboradores do campo. Cada coordenador é responsável por um certo aspecto técnico da produção e trabalha para garantir produtividade e qualidade, além de mitigar riscos.

Qualificação: Conhecimento técnico associado a boas noções de gestão. Habilidades de comunicação e liderança de equipe. 

Controller

Salário médio: 12 mil a 16 mil reais

O que faz: Planeja, organiza e desenvolve planos financeiros. Além disso, analisa informações contábeis e indicadores de performance para acompanhar as projeções de faturamento do negócio.

Qualificação: Formação em contabilidade e sólida capacidade analítica. O mercado também busca profissionais capazes de conversar com outras áreas para entender a composição dos custos e aumentar a eficiência do negócio.

Coordenador/gerente comercial

Salário médio: 7 mil a 12 mil reais + variável

O que faz: Cuida da estratégia comercial do negócio. Seu papel é atender clientes e motivar funcionários e representantes técnicos para a difusão do produto.

Qualificação: Formação técnica em engenharia agronômica, zootecnia ou veterinária, pela necessidade de “falar a mesma língua” do cliente. É importante ter habilidade para relacionamentos e pensamento estratégico. Fluência em idiomas estrangeiros tem sido mais exigida graças à alta nas exportações.

Perfil dos profissionais 

De acordo com dados da consultoria de recrutamento Michael Page, o segmento está atraindo cada vez mais profissionais por oferecer salários competitivos e boas perspectivas de crescimento profissional. Os altos salários e a solidez do setor em momentos de crise tem atraído executivos de outros mercados. 

Por isso, a procura por cursos e treinamentos específicos para atuar na área também está crescendo, já que atualmente o agronegócio exige profissionais mais qualificados do que no passado. Além da formação técnica, o perfil do profissional deve passar por capacidade de gestão, relacionamento com o cliente, manejo e habilidades para lidar com questões agrícolas. 

Caso tenha interesse na área, busque por formação e fique por dentro das carreiras promissoras do agronegócio.

Deixe uma resposta