Investir tempo na elaboração do currículo é fundamental para quem busca por oportunidades no mercado de trabalho. De acordo com a publicação americana Harvard Business Review, o empregador leva o tempo médio de sete segundos para ler um currículo. Como é um tempo curto, o documento deve ser objetivo e causar de imediato um impacto positivo. 

O currículo é a primeira impressão que a empresa terá de você. Portanto, capriche na produção e tenha atenção aos detalhes. Para te ajudar, separamos algumas dicas importantes. Confira! 

Como montar um currículo? Conheça a estrutura básica 

O objetivo do currículo é realizar uma apresentação do profissional para o recrutador. Ele deve conter um resumo da sua trajetória profissional e da sua qualificação. Para quem já tem uma carreira extensa, é tentador criar um documento com tudo que já realizou, mas é preciso atenção ao tamanho e ao conteúdo. 

Focar na objetividade e na simplicidade pode ser um bom primeiro passo. Para quem ainda tem dúvidas, confira abaixo a estrutura que preparamos para te auxiliar a montar o seu currículo. 

Cabeçalho: essa é a parte inicial do seu currículo. Nessa seção, coloque somente as informações fundamentais sobre você como nome completo, endereço atual, telefones para contato e o seu e-mail. 

Objetivos: nem todos os bons currículos possuem objetivo. No entanto, ele pode ser importante para quem ainda não possui uma longa trajetória profissional. Ele conter uma breve descrição sobre o seu objetivo na empresa. Ex.: atuação na área de TI.

Qualificações e Características: essa descrição também vale para quem está começando a carreira. Escreva aqui um pouco sobre você, seus talentos e principais características pessoais e profissionais. 

Formação Acadêmica: em formação, você escreverá sobre faculdades, cursos de aperfeiçoamento e pós-graduação concluídos ou em andamento. 

Conhecimentos Técnicos e Especialidades: se você for concorrer a uma vaga que exige conhecimentos técnicos, que você domina e não necessariamente fazem parte da sua formação, é importante descrever. Escreva aqui as tecnologias, técnicas ou áreas do conhecimento que você conhece e com as quais já trabalhou.

Experiência Profissional: escreva aqui sobre as suas últimas experiências profissionais, não esquecendo de citar: empresa, cargo e período.

Línguas: fale aqui sobre os idiomas que você domina, lembrando de mencionar o seu nível de proficiência para cada um dos idiomas. Ex.: básico, intermediário e fluente.

Lembre-se

O currículo deve ter, no máximo, duas páginas. Foque nas suas experiências profissionais mais relevantes e nos cursos de formação de mais destaque. Enviar foto junto com currículo somente é necessário se for uma exigência da vaga. Caso não seja, não envie. Preste atenção na gramática. Erros de português são frequentes em currículos. Outro fator importante para destacar é o de não mentir. Coloque no currículo somente o que você realmente já realizou. Caso você não possua experiência no cargo pretendido, tente demonstrar o seu interesse em aprender e disponibilidade. 

Preste atenção nas redes sociais

Além do Linkedin, que é a rede social dos negócios, diversos empregadores costumam checar outros perfis dos candidatos antes de convidá-los para uma entrevista e após analisar o seu currículo. Contas em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram associados ao seu nome são parte da triagem profissional que é realizada com frequência cada vez maior. Então, é preciso estar atento às mensagens que transmite. 

Deixe uma resposta